Alguém mentiu. O casamento não é para sempre.

Bem, nem todos os casamentos são para sempre. Mas a declaração “casamento é para sempre” é cegamente tomada como algo que se aplica a todos, em todos os momentos e lugares. É tida tão verdadeiro quanto o céu é azul, e igualmente imutável.

No entanto, estou no meu segundo casamento. Isso, naturalmente, significa que meu primeiro casamento não foi para sempre.

O céu, de fato, mudou. Nada mágico nisso. Como muitas outras pessoas que passaram por um divórcio, tomei uma decisão consciente para que o cenário mudasse. Mas essa decisão não veio facilmente.

Vale destacar que um casamento é uma forma de contrato (embora um muito forte). E um contrato, por definição, é um acordo entre duas partes, no qual pode, e às vezes deve, haver desacordo.

No meu exemplo, eu sabia que não queria mais estar em um casamento com meu primeiro marido, mas fiquei mais tempo do que o necessário. Isso porque havia interiorizado a crença comum de que “o casamento é para sempre” e eu sentia vergonha e culpa a qualquer momento que ousava pensar de outra maneira.

O alívio e a clareza vieram através da compreensão dos Registros Akáshicos. Eu era capaz de quebrar essas emoções negativas. E era capaz de reconhecer que o meu primeiro casamento teve seu tempo, lugar e propósito.

 

 

A necessidade de se relacionar

Em grande escala, nossas almas chamam relacionamentos. Essas relações trazem um spectrum cheio de possibilidades. Do mais “mundano” (como um colega de trabalho) ao mais significativo (como um esposo). No entanto, cada relação é importante, não importa quão fugaz ou aparentemente insignificante ela seja.

Mas cada encontro é pleno de significado. O que não quer dizer que devemos sair por aí analisando cada pessoa que vemos, tentando extrair um porquê mais profundo.

O que estou sugerindo aqui é que nós sabemos muito bem que encontros e relacionamentos têm significado, vale a pena prestar atenção. Românticos, com certeza, amigos próximos e às vezes até estranhos. Quando nos abrimos à idéia de que eles têm significado e que este possa ser importante, então os detalhes do significado começam a se revelar e tomar forma.

É aí que a diversão e o trabalho começam. É onde podemos conscientemente ganhar uma compreensão mais profunda de por quê estamos aqui. E pouco a pouco, podemos remover o caos da vida moderna e substituí-lo por algo mais rico.

 

 

O significado dos relacionamentos

De um ponto de vista Akáshico, cada relação tem um significado que existe para nos ensinar alguma coisa. Todos os seres humanos são professores, quer eles queiram ou não. Nossa alma quer que aprendamos diversas coisas. E, assim, estabelecermos uma estratégia para atrair relações de apoio do mesmo modo que precisamos ser apoiados (para o lado bom ou mau).

Então, quando um relacionamento não vai bem, podemos perguntar a nós mesmos, “o que estava realmente por trás disso?” Seria para apoiar nosso aprendizado? Chacoalhar-nos de uma maneira importante?

Se sim, por quê? Essa lição está terminada? Existe algo a mais que eu preciso aprender com esse relacionamento? E uma série de outras questões que só você sabe formular e perguntar.

Assim, através desta lente, poderíamos olhar para o “contrato” do casamento de uma nova maneira. O verdadeiro contrato foi o que nossas almas fizeram. Esse contrato pode, ou não , ter algo a ver com o pedaço de papel que está lá no cartório. Somos humanos e isso já indica que os resultados podem variar.

o-que-aprender-com-relacionamento

Reconheça o aprendizado no casamento

Cabe a nós ouvir a natureza de nossos relacionamentos. O significado que têm e que podemos tocar agora, ou na próxima vez, na próxima relação, quando o ciclo se apresentar mais uma vez. Ou quantas vezes for necessário até que possamos ler a mensagem completa.

Como seres humanos abençoados com o livre arbítrio, podemos decidir o que fazer com nossos contratos, seja qual for. E mesmo que seja um contrato de alma com uma determinada pessoa, que possamos nos sentir bem para dizer, “não agora … talvez na próxima vez.”

Este nível de discernimento não vem automaticamente a todos. Eu sei disso, pois foi assim comigo. Se você teve um relacionamento no passado ou talvez um atualmente que você gostaria de entender, uma leitura de Registros Akáshicos pode ajudá-lo a abrir novos níveis de clareza.

A confiança na vida vem com familiaridade. À medida que você trabalha com sua intuição, você vai reconhecê-la e confiar mais e mais. O problema que eu vejo é um enorme mal-entendido sobre o verdadeiro propósito de sua imaginação. E esta porta está realmente bloqueando a informação “verdadeira” que procura. Isso gera a crença de que você é incapaz de acessar sua intuição em tudo … ou você não é capaz de confiar na mensagem!

 

caos-da-vida-moderna

 

Você se identifica? Como meus alunos e eu temos trabalhado no Registros Akáshicos, todos concordamos que essa é uma das formas mais simples e seguras de receber orientação … para nós mesmos, nossos negócios e nossos clientes.

Os Registros Akáshicos contêm a sabedoria de nossa alma. Eles são um banco de dados de todos os seus pensamentos, experiências e lições durante toda a vida. E eu estou abrindo o baú para você…

Conheça as Lições que os Registros Akáshicos podem te ensinar através desta série e vídeos gratuitos aqui.

 


Patricia Missakian
Patricia Missakian

Fundadora do Akashic Records Institute