Sempre que você se encontrar em uma situação onde parece simplesmente não existir nenhuma saída…

Saiba que você definitivamente não está sozinho!

Todos nós, como seres humanos, somos naturalmente afetados e influenciados pelo ambiente e pelas pessoas que estão ao nosso redor, especialmente se você for uma pessoa muito sensível, assim como eu sou.

Por ter essa sensibilidade mais aflorada eu te entendo e sei que muitas vezes é difícil estabelecer um limite entre a nossa energia e a energia dos outros ao nosso redor, o que acaba causando diversos desgastes energéticos e emocionais.

O dom da sensibilidade acabou me levando a procurar maneiras de me fortalecer e desenvolver meus talentos, permitindo que eu fortalecesse minha autoestima e me libertasse dos dramas alheios. Agora, com as minhas aulas, eu ensino meus alunos a se libertarem e libertarem seus clientes também.

Nestas situações o poder de uma consulta aos registros akáshicos pode ajudar você e os seus clientes que estão passando por este drama (e não importa se foi criado por nós mesmos ou por pessoas ao nosso redor).

Eu vou te contar um pouco sobre os registros e, logo a seguir vou explicar a relação dele com o ditado polonês: Não é meu circo, não são meus macacos.

Você vai se surpreender!

O que são os registros akáshicos?

Os registros são uma coleção de todas as suas experiências de vida e memórias. No momento em que você tomou a decisão de viver, foi formado um campo de energia com a finalidade de gravar todos os seus pensamentos, palavras, emoções e ações geradas por cada uma das experiências que você passar.

Esse campo de energia é denominado Registro Akáshico, e toda sua informação, desde o início da sua existência está guardada lá.

Todas as palavras, pensamentos, sentimentos, ideias, crenças, sensações, ações suas e dos seus ancestrais, ficam guardados e ancorados como informação em você, no seu corpo, na sua essência.

Neste momento você deve estar pensando:

Tudo bem, eu entendi o que são os registros Akáshicos, porém porque eles são importantes para minha vida neste momento e qual a relação com a expressão do início, não é meu circo não são meus macacos?

Eu vou resumir em apenas uma palavra: liberdade!

Conhecendo os seus registros você pode entender, aceitar e até mesmo se libertar de situações kármicas que se repetem constantemente na sua vida e na vida de sua família, encerrando assim um ciclo que não é mais necessário.

Se você está revivendo constantemente na sua vida uma situação em que acredita não ser mais necessária, como dividas que sempre voltam ou atrair sempre o mesmo tipo de pessoa para relacionamentos amorosos, saiba que tudo isto ocorre de maneira inconsciente!

No momento em que você está presente para essas repetições, você precisa parar e olhar para dentro de si, para sua alma. Procure entender o que está acontecendo e o que está causando todo esse “drama”, para que então você possa se curar.

O que acontece é que normalmente entramos em um círculo vicioso, onde continuamos a criar mais e mais das mesmas experiências e este é um momento que precisamos acessar os nossos registros akáshicos para entender o “porquê” destas repetições.

Todas as vezes que passamos por algum tipo de experiência na vida, usamos como guia os nossos sentimentos, pensamentos, memorias e crenças passadas. Muitas vezes ficamos apenas repetindo e nos comportando como fomos ensinados, sem entender o motivo.

Também acabamos entrando constantemente na vibração das pessoas ao nosso redor, baixando nossa energia e nos deixando levar por comportamentos e atitudes negativas que não agregam valor a nossa missão de vida.

Neste momento é importante você perceber que as pessoas não têm a capacidade real de te ferir! Elas podem, no entanto, tocar uma dor que já existe dentro de você.

proteger-de-julgamento-alheio

A única razão que faz com que você entre constantemente nos dramas alheios é porque eles estão falando com uma parte de você que dói!

Todos fomos criados, moldados e “polidos” para termos certos comportamentos perante a sociedade, para sermos “aceitos” e “amados”. O que muitas vezes talvez você não consiga visualizar é que a maioria desses padrões fazem muito mais mal do que bem!

Agora você deve estar confuso e se perguntando como assim, não é mesmo?

A verdade é que muitas vezes não dizemos “não”, por medo de magoar, de não ser aceito, de ser rude. Muitas vezes entramos nos problemas dos outros, baixamos nossa vibração, dedicamos nosso tempo, porque de alguma maneira acreditamos que isto é o correto a fazer, que devemos ser “boas pessoas”.

Entenda, você não pode ajudar uma pessoa se entrar no mesmo buraco que ela. No momento que você opta por baixar sua vibração e se deixar levar pelos sentimentos da outra pessoa, você entrou no buraco e… Agora são duas pessoas no buraco!

como-sair-do-buraco

Libere-se de tudo que não lhe pertence.

É necessário continuar com a vibração alta, e não baixar para o nível vibracional da outra pessoa. Demonstre possibilidades, inspire. Ouça a pessoa, mas sempre buscando de alguma maneira ajudá-la a sair daquilo, sem que você entre!

Note que no meio da conversa você pode buscar algumas perguntas que façam a pessoa refletir e sair do círculo do problema, como por exemplo:

– Tudo bem, mas o que você vai fazer a respeito?

– O que você pode fazer para mudar a situação?

– Qual próximo passo que você pode dar para ir em direção ao que você busca?

Se o drama não lhe faz bem, saia da situação. Você não é obrigado a ficar em uma situação que não lhe pertence! Saia do ambiente, faça algo que melhore, que tire você do drama, seja ele seu próprio drama ou de outra pessoa.

Leia um livro, medite, escute uma boa música. Decida ter uma energia a sua volta que seja diferente. Procure lugares que te fortaleçam, natureza, praia, ou até mesmo um cantinho só seu na sua casa!

Algumas pessoas só conseguem funcionar com o drama, elas não querem ser “tiradas” do buraco, pois teriam que encarar a realidade! E tudo bem, essa é uma escolha delas. Mas a partir do momento em que você notou que a outra pessoa quer apenas reclamar, e não realmente solucionar o problema, então a agora a decisão é sua!

Você quer entrar no buraco? Ou traçar o seu caminho?

As inscrições para o nosso próximo curso de Registros Akashicos irão acontecer em alguns meses. Porém se você quiser começar a desenvolver a sua intuição aconselho começar com o curso:  Jornada de Cura e Intuicao. Criei um bônus muito especial para quem se inscrever em Setembro