E se você se apaixonar pelo desconhecido? (Um exercício de CONFIANÇA)

Esta semana tive uma semana interessante pois esta me lembrei de algo importante sobre CONFIANÇA.

Fui a uma incrível oficina em Glendale neste último fim-de-semana que foi liderada por um dos meus mentores favoritos, Kyle Cease. Estive em mais de uma de suas oficinas de fim de semana e simplesmente amei! Kyle é comediante e agora faz um trabalho de transformação, e ele é simplesmente incrível.

Nesta oficina, ele fez algo especial para nós – fez todos os participantes no evento se comprometerem – e o compromisso era que todos meditassem UMA HORA por dia. Todo dia. Por 100 dias.

Uau! Como isso soa para você? Te parece muito fácil, muito difícil ou meio termo?

Pareceu exatamente um desafio e um  compromisso para mim, então eu estava tipo, “hey, vamos lá!”

Então, na minha parte do compromisso, tenho feito minha versão do desafio de meditação – que é chamada de “Correr energia” – por uma hora por dia. Não importa o que aconteça. Esse compromisso para mim é uma oportunidade perfeita para praticar uma das minhas técnicas favoritas de meditação todos os dias durante os próximos 100 dias.

Mas nesta semana, enquanto meditava, algo desse fim de semana voltou para mim. Foi a frase que Kyle mencionou ao longo da oficina, que foi essa…

E se eu me apaixonasse pelo desconhecido?

Apaixonar-se pelo desconhecido. Não é um conceito bonito?

Eu sei como isso pode parecer para alguns de nós – talvez um pouco assustador, certo? Especialmente para aqueles que gostam de controlar as coisas – como eu! Eu acredito que muitos de nós são assim de vez em quando. É realmente difícil desapegar às vezes, não é? Especialmente quando você tem muitas coisas para gerenciar em sua vida.

Quero dizer, eu gerencio um negócio (em duas línguas!), administro aulas para clientes, tenho sessões com clientes – é muita coisa acontecendo ao mesmo tempo. E há muitas “placas” em movimento. Às vezes eu me vejo preocupada com o que aconteceria se uma dessas “placas” estivessem offline – o que eu faria? O que aconteceria? Tudo entraria em colapso de uma só vez se algo der errado? E antes que eu me dê conta, seria como – “AAAHHHH!”

(Pense: Eu poderia encontrar vários motivos para me preocupar com coisas que ainda não aconteceram!)

Mas precisamos deixar rolar. Arquietar a preocupação da mente. CONFIAR e SEGUIR. Certo?

A mente quer se preocupar para manter o controle. Então aos poucos ela começará a dizer coisas como: “ok, se isso acontecer, então isso acontecerá, e se isso acontecer, então…” E aí você começa a se preocupar com tantas coisas que sequer acontecera. Coisas que provavelmente não aconteceriam se você não pensasse nelas.

Você começa a criar todos esses cenários em sua mente não deveriam estar lá. A mente tenta convencer você a se preocupar com coisas que podem nem existir.

E às vezes é fácil começar a acreditar no que a mente te propõe quando você não sabe o que vem a seguir!

E é aí que esta frase “apaixonar-se pelo desconhecido” é útil.

Quando eu estava me preparando para este post, continuei pensando – como posso ilustrar isso para você? Como posso ilustrar que o motivo pelo qual nos preocupamos tanto se dá pelo motivo de que a mente prefere se preocupar em vez de tentar resolver as coisas?

Então, uma das maneiras de ilustrar isso é: pense quando você vai a um parque, como Disney World ou California Adventure. E, claro, há montanhas-russas, certo?

Imagine se você vai em uma montanha-russa e você abre os olhos enquanto você desce nos trilhos. Você provavelmente tensionaria todos os seus músculos – concorda? Lembro-me de ir a uma montanha-russa na California Adventure – e nela tinha um loop (onde você vai de cabeça para baixo!). Eu fiquei tão tensa quando subi naquele brinquedo que acabei torcendo os músculos do pescoço.

E tudo porque eu estava tentando controlar algo que eu não podia controlar.

Depois disso, aprendi minha lição. Então, quando eu entrar em uma montanha-russa agora, é como “oh, ok, vamos lá!” Eu, intencionalmente, relaxo meus músculos e apenas curto o passeio.

Eu acredito que esta é uma ótima maneira de ver sua vida. Sempre que você perceber que sua mente está começando a se preocupar, você pode pegar e dizer, “não, não, vamos relaxar!”

E se você se notar que está preocupando-se ao invés de ficar pensando no que a sua mente que tal decidir se apaixonar por aquilo que não se conhece?

Apaixonar pelo desconhecido significa estar aberto. Pronto para receber o que quer que seja.  Não resista ao que vem até você!. Se você se permite amar o desconhecido, você torna as coisas muito mais fáceis.

Embora eu goste de controlar as coisas, também me adapto muito bem. Então, se algo não for do jeito que eu estou planejando (como na semana passada, quando o Universo decidiu me mostrar o seu senso de humor), posso me adaptar ao que acontece muito facilmente.

E ainda melhor – quando você se permite adaptar-se no momento em que as coisas não parecem estar indo do jeito que deveriam, você pode acabar recebendo algo ainda mais surpreendente do que você pensou.

Esse é o poder de se apaixonar pelo desconhecido.

Então, onde na sua vida você está pelo fato de estar se preocupando? O que você está deixando de fazer porque sua mente está preocupada?

Talvez seja algo como “o que acontecerá se eu me jogar lá fora?” Ou “o que acontecerá se eu tentar isso e der errado?”

E se?

Então, todas essas coisas que nós dizemos reforçam a preocupação da mente. Minha esperança é que esta mensagem te ajude a olhar uma área de sua vida onde talvez você se preocupe demais. E também para ajudar você a lembrar que, no final, tudo dá certo.

Na minha experiência trabalhando com meus Registros Akáshicos e na leitura para meus clientes, às vezes você vê e sente algo que vai acontecer para e com alguém. E, no entanto, há quase sempre algumas curvas na estrada para quase todos. Mas essa é a coisa – essas coisas surgem geralmente porque a alma da pessoa precisa passar por certas coisas em um determinado ponto para crescer e evoluir.

Então, às vezes, parece que você não está “chegando lá”, mas deixe-me tranquilizar você e te dizer que você na verdade está chegando sim! Você pode pensar que precisa ir de um jeito, mas se o caminho se mostrar de outra maneira, e isso parecer que não está funcionando do jeito que deveria, não se preocupe.

Mas aqui está a questão – depois de passar por algo, você sempre pode receber a sabedoria da situação. E, no final, você entenderá o motivo de enfrentar tal situação.

Então, se algo vai acontecer de modo inesperado – alguma experiência virá à sua vida, mesmo que seja uma experiência na qual você realmente não se entusiasma no início – comece GOSTANDO DISSO.

P.S. Você está interessado em se juntar a mim em 100 dias de meditação (ou iniciar uma prática de meditação própria), mas não sabe por onde começar? Eu adoraria convidar você a experimentar! Se você não obteve o meu guia “Desbloqueie sua intuição em 7 minutos por dia”, informe aqui no meu site, o Instituto de Registros Akáshicos e você poderá aprender a usar energia para você. Eu sei que você vai adorar!

P.P.S. Quero lembrar a todos que no dias 21, 22 e 23 de julho eu estarei no Rio de Janeiro para o Expansão Live 2017 e você poderá me encontrar pessoalmente!

Então, se você quiser me encontrar ou você tem um amigo que pretende passar as férias no Rio Rio de Janeiro, vivencia esta experiência comigo! O nome do Evento é Expansão Live 2017. Eu, Alessandra França e Maru Iabichela faremos um evento único e transformador. Cada uma de nós irá ajudar você a se reconectar com seu propósito da alma, aparecendo com autenticidade e criando magia.

Então confira o link aqui e sinta-se à vontade para me fazer perguntas! Nos vemos lá!

http://institutoregistrosakashicos.com/expansao/


Patricia Missakian
Patricia Missakian

Patricia Missakian é uma mentora internacional de Registros Akáshicos para empreendedores espirituais. Ela é a fundadora do Instituto Registros Akáshicos, uma escola de desenvolvimento espiritual, que ensina como desenvolver sua intuição e decodificar as mensagens encontradas nos Registros Akáshicos. Nascida no Rio de Janeiro, Brasil, Patricia reúne em si criatividade colorida, energia positiva e uma conexão mística inquestionável com tudo o que ela faz.